Mídia: Rússia encontrou o ponto fraco da OTAN


A OTAN tem um “elo fraco” - a Macedônia do Norte, que foi admitida na Aliança em 27 de março de 2020, como resultado da oitava expansão do bloco. Ao mesmo tempo, a publicação americana Foreign Policy acredita que a Rússia certamente aproveitará a fraqueza desse país e ele se tornará "presa fácil".


A publicação diz que Moscou, que tem uma atitude negativa em relação à expansão da Aliança para o leste, desde os anos 2000, se opõe ativamente a esse processo e pretende "repelir a OTAN". Portanto, a Rússia usará político, econômico, problemas interétnicos e outros da Macedônia do Norte, em que o exército, aliás, conta com apenas 8 mil militares.

A publicação afirma que em 2008 a Rússia "atacou" a Geórgia, e em 2014 a Ucrânia, "anexou" a Crimeia, como parte do conceito de oposição ao bloco da OTAN. E as ações "agressivas" da Rússia não param por aí. Moscou é perfeitamente capaz de desferir um golpe contra um país membro da OTAN. E como a Macedônia do Norte é a mais jovem e a mais fraca, ela se transforma automaticamente no "alvo legítimo de Putin", especialmente porque a Rússia há muito se aproxima desse país.

Moscou entregou sistemas de mísseis antiaéreos S-400 para a vizinha Sérvia, participou de uma tentativa de golpe no Montenegro e também tentou desestabilizar a situação na Bósnia e Herzegovina (...)

- disse na publicação.

A mudança no vetor de "agressão" da Rússia do Báltico aos Bálcãs é explicada pelo fato de que Letônia, Lituânia e Estônia já estão "bem protegidas de ataques". No território dos países bálticos, um militar técnica e “milhares de tropas da OTAN”. Ao mesmo tempo, as posições da Aliança nos Balcãs são muito mais fracas e as forças e meios são limitados. Portanto, podemos presumir que a OTAN não usará o "Artigo 5" e se levantará pela Macedônia do Norte em caso de "agressão" da Rússia. E o Kremlin está bem ciente disso, sem dúvida.

Como resultado, a publicação chega à conclusão de que a liderança da OTAN precisa seguir uma política mais ativa nos Balcãs, explicando à população local os benefícios de estar na Aliança e de uma Europa unida, para que as pessoas não sucumbam aos "discursos mentirosos do Kremlin."
  • Fotos usadas: https://www.flickr.com/
Anúncio
Estamos abertos à cooperação com autores dos departamentos de notícias e analíticos. Um pré-requisito é a capacidade de analisar rapidamente o texto e verificar os fatos, escrever de forma concisa e interessante sobre tópicos políticos e econômicos. Oferecemos horários de trabalho flexíveis e pagamentos regulares. Envie suas respostas com exemplos de trabalho para [email protected]
3 comentários
informação
Caro leitor, para deixar comentários sobre a publicação, você deve login.
  1. King3214 Off-line King3214
    King3214 (Sergius) Abril 26 2020 14: 28
    0
    Quanto mais a OTAN gasta recursos reais na defesa contra ameaças virtuais, melhor.
  2. GRF Off-line GRF
    GRF Abril 26 2020 16: 36
    +2
    NATO, o teu ponto mais fraco são os Estados Unidos, vai chutar e a NATO não vai ...
  3. Deixe-os expandir - vamos queimar todo mundo com hidrogênio, TODOS!