China implantou sua frota para alertar os EUA


A edição chinesa do South China Morning Post relata que a 35ª Frota de Escolta da Marinha da RPC iniciou exercícios "antipirataria" perto das disputadas Ilhas Spratly, no sudoeste do Mar da China Meridional. A frota chegou lá depois de uma operação antipirataria no Golfo de Aden, na costa da Somália.


O oficial naval chinês Yang Aibing disse que, no contexto da pandemia do coronavírus, a prática de situações relacionadas a ações contra piratas é especialmente importante para melhorar as defesas do país.

Os exercícios da marinha chinesa começaram justamente no momento em que as forças militares dos Estados Unidos intensificaram suas ações nos territórios em disputa. Assim, na semana passada, o cruzador de mísseis USS Bunker Hill, bem como o destróier USS Barry, entraram nessas águas "para defender os interesses da liberdade e do direito internacional".

Assim, a China, não menos importante, desdobrou sua frota nas ilhas Spratly para alertar oficialmente Washington contra quaisquer ações na região que pudessem ser vistas pelas autoridades da RPC como hostis.

Colleen Co, pesquisadora, School of International Studies. S. Rajaratnam em Cingapura, vinculou diretamente os ensinamentos da Marinha chinesa e a ação nessas águas dos navios americanos:

É óbvio que Pequim oficial pretende enviar grupos militantes perto dessas ilhas para declarar suas reivindicações contra a interferência dos EUA nas ações da China nesta região.

- enfatizou o especialista.
2 comentários
informação
Caro leitor, para deixar comentários sobre a publicação, você deve login.
  1. Observador2014 Off-line Observador2014
    Observador2014 6 pode 2020 18: 33
    -4
    China implantou sua frota para alertar os EUA

    valentão A arte marítima de Shaolin parece muito legal, é claro. rindo Gostaria de ver como todo esse confronto vai acabar. sentir
    1. Pivander Off-line Pivander
      Pivander (Alex) 6 pode 2020 18: 51
      +1
      Os americanos vão impor sanções à Xiaomi. É aqui que tudo termina. O que mais eles podem fazer agora?
  2. O comentário foi apagado.