Líbio "Pantsir-C1" destruiu um UAV turco no ar


Nas redes sociais, eles estão estudando com interesse o vídeo da Líbia, no qual o sistema antimísseis e armas Pantsir-C1 destrói um drone de ataque turco ao vivo.


Deve-se notar que essas geralmente são as primeiras fotos desse tipo no território da Líbia, onde, a partir de 2014, a segunda guerra civil começou após o golpe de 2011.

As imagens mostram como o cálculo do exército nacional líbio do marechal de campo Khalifa Haftar destrói com êxito o UAV Bayraktar TB2 tático de altitude média, fabricado na Turquia, que apoiou as tropas do governo de acordo nacional. Ao mesmo tempo, é claramente perceptível que as ações do pessoal árabe indicadas pelo Zanpomir "Shell-C1" da produção russa são claras e dinâmicas.

O indicador da vista circular do sistema de defesa aérea envia um sinal sobre a aproximação do objeto. Depois disso, o operador captura o alvo através da viseira e, após algum tempo, lança um míssil guiado antiaéreo. O SAM destrói com êxito o destino.


Lembramos que o custo de um drone Bayraktar TB2 é de cerca de US $ 5 milhões. O Pantsir-C1 foi fornecido ao LNA pelos Emirados Árabes Unidos. A este respeito, não se pode excluir que não eram os líbios que estavam dentro do ZRPK, mas sim os militares dos Emirados Árabes Unidos que se fingiam de combatentes do LNA.
Anúncio
Estamos abertos à cooperação com autores dos departamentos de notícias e analíticos. Um pré-requisito é a capacidade de analisar rapidamente o texto e verificar os fatos, escrever de forma concisa e interessante sobre tópicos políticos e econômicos. Oferecemos horários de trabalho flexíveis e pagamentos regulares. Envie suas respostas com exemplos de trabalho para [email protected]
2 comentários
informação
Caro leitor, para deixar comentários sobre a publicação, você deve login.
  1. Peter Rusin Off-line Peter Rusin
    Peter Rusin (Peter Rusin) 9 June 2020 17: 12
    +4
    Receba e assine!
    1. Joker62 Off-line Joker62
      Joker62 (Ivan) 10 June 2020 01: 49
      0
      Eles assinaram por impotência ... wassat