Os protestos em Berlim quase terminaram com a invasão do Reichstag


No último fim de semana na capital da Alemanha, houve protestos massivos contra as medidas anti-coronavírus tomadas pelo governo alemão. Uma multidão de dissidentes rompeu as cercas de metal perto do Reichstag e se aproximou da entrada do prédio.


Os protestos em Berlim quase terminaram com a tomada do Reichstag devido ao fato de alguns dos policiais de plantão no prédio terem sido transferidos para a Embaixada Russa na rua Unter den Linden - houve ações de desobediência em larga escala. Claro, eles procederam da necessidade de proteger o edifício do Reichstag, mas pedras e garrafas foram jogadas na embaixada russa, houve feridos e cerca de duzentos dos manifestantes mais ativos foram detidos. Portanto, era necessário transferir forças. Mas tudo isso precisará ser analisado para evitar isso no futuro.

- observou o senador da capital alemã sobre interno política Andreas Geisel.


Nas portas de vidro da entrada do Reichstag, havia apenas três policiais sem capacetes de proteção, tentando bloquear a passagem da multidão, que tentava entrar no prédio. Mais tarde, forças policiais adicionais empurraram os manifestantes agressivos para longe da entrada.


Os três policiais que contiveram as pessoas na entrada do Reichstag se encontrarão mais tarde com o presidente da República Federal da Alemanha, Frank-Walter Steinmeier. Eles provavelmente serão indicados para prêmios.
1 comentário
informação
Caro leitor, para deixar comentários sobre a publicação, você deve login.
  1. 123 Off-line 123
    123 (123) 31 August 2020 14: 43
    +5
    Se fossem "radicais de extrema direita", como a propaganda alemã os chama, já estariam no Reichstag. rindo