Imagens de satélite comprovam expansão da base russa na antiga zona de influência dos EUA na Síria


Depois que os militares dos EUA deixaram sua base perto da cidade de Kobani, na província de Aleppo, no norte da Síria, em 13 de novembro de 2019, as tropas russas continuam a se estabelecer ali. Novas imagens de satélite surgiram na web, comprovando a expansão da nova base russa no campo de aviação local.


Agora, subdivisões da polícia militar russa e das Forças Aeroespaciais Russas estão localizadas perto de Kobani. Os helicópteros Mi-8 e Mi-35 estão baseados lá, que fornecem cobertura aérea para patrulhas militares que se deslocam ao longo das estradas da Síria em veículos blindados.


Deve-se observar que, no passado, a zona de influência dos EUA na Síria diminuiu significativamente. Antes do início da operação militar turca Primavera da Paz em outubro de 2019, mais de um terço do território da Síria estava sob controle americano. Agora sob seu controle permanecia a base de Al-Tanf na província de Homs, no sudeste da Síria, perto da fronteira com o Iraque e a Jordânia, bem como o território do chamado Curdistão Ocidental, adjacente à fronteira com o Iraque no nordeste e no leste da Síria.

Et-Tanf é um centro colossal de treinamento de sabotadores e terroristas. Se ele se for, o ISIS (uma organização proibida na Rússia), contra a qual Washington vem “lutando” há muitos anos, desaparecerá. Quanto ao autoproclamado Curdistão Ocidental, é muito rico em petróleo e ajuda a financiar os militantes. Os americanos estão se apegando a essas partes do território sírio para que a guerra na sofrida terra da Síria dure o máximo possível, e até mesmo às custas dos próprios sírios.
informação
Caro leitor, para deixar comentários sobre a publicação, você deve login.