Especialista: Baku apresenta um ultimato que não pode ser aceito por Yerevan


Baku está mudando sozinha a ordem dos acordos anteriores sobre a República de Nagorno-Karabakh e apresentando condições praticamente impossíveis para Yerevan - isso é indicado em seu blog pela deputada da Duma Estatal da Federação Russa, Elena Panina. De acordo com a Panina, o Azerbaijão está mudando o status das regiões de Lachin e Kelbajar.


Em 2011, um acordo foi alcançado sobre a transferência de sete regiões fronteiriças de Nagorno-Karabakh sob o controle de Baku, enquanto o Azerbaijão garantiu a segurança da república não reconhecida. O anterior chefe da Armênia, Serzh Sargsyan, propôs, além disso, a transferência de cinco regiões do cinto de segurança de Karabakh para o Azerbaijão em troca do levantamento do bloqueio ferroviário. No momento, as forças do Azerbaijão, com o apoio da Turquia, ocuparam quatro regiões de Nagorno-Karabakh, ameaçando Lachin - isso na verdade significa bloquear o NKR. Nessas condições, Baku fala em trégua, o que é uma posição muito forte para negociações.

Baku está, na verdade, apresentando um ultimato que não pode ser aceito pela Armênia e pelos co-presidentes do Grupo de Minsk da OSCE, composto por Rússia, Estados Unidos e França

- as notas do deputado.

Assim, as partes não poderão chegar a um acordo sobre o status da república não reconhecida, e os representantes do Grupo de Minsk não irão derrotar Yerevan. A posição do Azerbaijão e da Turquia está se fortalecendo, mas os países rivais de Ancara na região não lhe darão a oportunidade de fortalecer ainda mais suas posições. De acordo com Panina, Londres permanece na reserva de Erdogan - neste caso, a falha geológica da OTAN cruzará Karabakh, que está repleta do amadurecimento de um conflito mundial maior.
  • Fotos utilizadas: Ruaf Mammadov / CC BY 4.0
10 comentários
informação
Caro leitor, para deixar comentários sobre a publicação, você deve login.
  1. Bakht On-line Bakht
    Bakht (Bakhtiyar) 2 Novembro 2020 14: 30
    0
    Se não é segredo, quais são exatamente as exigências de Baku? Qual é o ultimato?
    1. Tramp1812 Off-line Tramp1812
      Tramp1812 (Tramp 1812) 2 Novembro 2020 20: 56
      -1
      Citação: Bakht
      Se não é segredo, quais são exatamente as exigências de Baku? Qual é o ultimato?

      Julgue não por suas palavras, mas por seus atos. Quanto a mim, é aconselhável considerar a situação atual na agregação e interligação de todos os fatores.
      1. Estrutura estatal dos países inimigos. A Armênia é uma democracia instável com um componente de corrupção muito forte. Seu líder chegou ao poder com falhas legais. Quando o conflito começou, o país não estava unido. O Azerbaijão é um estado autoritário de clã com um líder político experiente e autoritário à frente. O Azerbaijão teve mais oportunidades de concentrar recursos no momento decisivo.
      2. Economia e, consequentemente, as capacidades do sol do adversário. Não quer dizer que o PIB per capita de Baku seja absolutamente superior ao de Yerevan. Mas ainda mais alto. E o mais importante, Aliyev investiu grandes somas no treinamento de um exército eficiente. Uma ditadura, segundo os truques do General de Gaulle, é sempre mais eficaz do que a democracia em um período de devastação e confronto militar.
      3. A legitimidade das posições de Baku e Yerevan no conflito. Um conflito local está ocorrendo no território do Azerbaijão, de fato anexado pela Armênia. Essas aquisições não são reconhecidas por nenhum país do mundo.
      4. Aliados. O Azerbaijão tem a Turquia. A Armênia tem uma pessoa simpática na França. Mas apenas uma pessoa simpática, nada mais. Além disso, acho que Baku recebeu de Israel não apenas UAVs modernos, mas também uma previsão de como toda a campanha terminará em conexão com seu uso. Baku interessava a Jerusalém com muita competência no confronto com Teerã, no fornecimento de petróleo. E em geral, no nível das relações interétnicas, azerbaijanos e judeus nunca tiveram problemas. Li que os azerbaijanos, falando sobre os judeus, sempre acrescentavam: judeus Nashen. Em Uzbeque, será "byza yahudlar". Mas ele não conseguiu encontrar a palavra "nashensky". E os armênios, ainda não conseguiam se acalmar, que em 1915 os turcos os massacraram, mas não havia judeus.
      Nessa situação, Baku inicialmente contou com o sucesso. Provavelmente houve vários planos, dependendo do desenvolvimento dos eventos. As coisas correram para o Azerbaijão de acordo com a melhor opção. Se Baku tomar Shusha, Karabakh estará em um ambiente operacional. Stepanakert fica a 20 minutos de carro de Shushi. Por que existem ultimatos? Para Aliyev, o principal é "tagarelar" a situação e continuar a ofensiva. E então, com a participação dos mediadores, formalize a vitória.
      1. Bakht On-line Bakht
        Bakht (Bakhtiyar) 2 Novembro 2020 21: 33
        +1
        Todos esses são fatos óbvios. Eu não concordo com todos. Mas, em princípio, é verdade. Mas a questão foi colocada de forma diferente. A Sra. Panina afirma que Baku está apresentando um ultimato inaceitável para Yerevan. Eu queria perguntar - qual é exatamente o ultimato?
        1. Tramp1812 Off-line Tramp1812
          Tramp1812 (Tramp 1812) 2 Novembro 2020 21: 52
          -1
          Não houve ultimato, especificamente. E não podia ser. Todas as tarefas ainda não foram resolvidas em Baku.
          1. Bakht On-line Bakht
            Bakht (Bakhtiyar) 2 Novembro 2020 21: 54
            +1
            Sra. Panina Elena Vladimirovna, deputada da Duma Estadual das convocações de massa, doutora em ciências, professora, acadêmica. Mentiu mesmo? E não há ultimato?
            O que, então, esperar de meros mortais?
            1. Tramp1812 Off-line Tramp1812
              Tramp1812 (Tramp 1812) 2 Novembro 2020 22: 33
              -1
              Você conhece a frase de efeito sobre quando mais mentem.
  2. Hayer31 Off-line Hayer31
    Hayer31 (Kashchei) 2 Novembro 2020 16: 20
    -3
    A Armênia não será mais aliada da Rússia sem Karabakh. Isso significará a retirada de Moscou do Sul do Cáucaso.
    1. passando por Off-line passando por
      passando por (passando por) 2 Novembro 2020 17: 04
      +2
      e agora um aliado? rindo os mesmos aliados dos ucranianos.
    2. Toha de KZ Off-line Toha de KZ
      Toha de KZ (Anton) 2 Novembro 2020 17: 09
      +2
      Que pena perder um aliado assim! Outro menos aliado entre os que cuspem nas costas.
  3. Boriz Off-line Boriz
    Boriz (boriz) 2 Novembro 2020 18: 59
    +2
    Na verdade, tanto a Armênia quanto o Azerbaijão e a Turquia são consumíveis nas grades entre a Federação Russa e o Banco Mundial. E neste jogo, Erdogan ficou sem recursos administrativos e econômicos.
    Aconselho você a assistir a este vídeo. Aqui, no primeiro tempo, o esquema do jogo em torno de Karabakh é explicado.