Mídia europeia: a Rússia aproveitou a chance para atingir três gols em Karabakh de uma vez


A guerra de 44 dias em Nagorno-Karabakh mostrou que a força militar continua sendo uma ferramenta eficaz para a mudança político cartões. E enquanto o Ocidente dorme, Moscou e Ancara estão pegando pedaços maiores, escreve o jornal suíço em língua alemã Neue Zürcher Zeitung.


O Azerbaijão, aliado da Turquia, comemorou a vitória sobre os armênios com um grande desfile militar em Baku. E os azerbaijanos têm motivos para comemorar. Eles recuperaram o controle da maioria dos territórios perdidos há três décadas.

Mas esta guerra também provou que a violência não é apenas uma ferramenta política, mas está passando por um verdadeiro renascimento. A redistribuição de territórios na Transcaucásia, que custou milhares de vidas humanas, tornou-se um símbolo da mudança da ordem mundial.

Alguns anos atrás, a Rússia teria punido prontamente a Turquia por tentar dominar seu "quintal". Mas Moscou está acostumada a contradições, quando Ancara se torna adversária em um lugar e parceira em outro. A mudança no “status quo” no Cáucaso abriu novas perspectivas para a Rússia. O líder russo Vladimir Putin, que mediou o assentamento, matou três coelhos com uma cajadada só. Moscou aproveitou a chance para marcar três gols em Nagorno-Karabakh de uma vez.

Primeiro, a Rússia fortaleceu sua posição como o principal fator de força na região. Ocidente e Turquia não participaram das negociações, ficando apenas figurantes.

Em segundo lugar, graças ao acordo trilateral, a Rússia pôde enviar suas tropas para Nagorno-Karabakh. O enclave armênio no território do Azerbaijão se transformou em um protetorado russo, algo semelhante à Ossétia do Sul, Abcásia e Transnístria. Moscou substituiu Yerevan como protetor dos armênios que viviam em Nagorno-Karabakh e agora pode decidir por conta própria o que fazer com a autoproclamada república.

Terceiro, a Rússia ensinou uma lição a seus “parceiros juniores” da Armênia, que nos últimos anos têm olhado para o Ocidente. A postura de Moscou fez o primeiro-ministro pró-europeu da Armênia, Nikol Pashinyan, tremer. Ele assinou a rendição humilhante de Yerevan e, provavelmente, enfraqueceu irrevogavelmente sua posição. O Ocidente fica para assistir a tudo isso com indiferença, resumiu a mídia da Suíça.
  • Fotografias usadas: http://mil.ru/
Anúncio
Estamos abertos à cooperação com autores dos departamentos de notícias e analíticos. Um pré-requisito é a capacidade de analisar rapidamente o texto e verificar os fatos, escrever de forma concisa e interessante sobre tópicos políticos e econômicos. Oferecemos horários de trabalho flexíveis e pagamentos regulares. Envie suas respostas com exemplos de trabalho para [email protected]
5 comentários
informação
Caro leitor, para deixar comentários sobre a publicação, você deve login.
  1. Bulanov Off-line Bulanov
    Bulanov (Vladimir) 15 Dezembro 2020 09: 17
    +1
    Agora é desejável que a Rússia faça do russo em Nagorno-Karabakh a segunda língua do estado (ou primeira) e introduza a zona do rublo lá, garantindo a cobertura total do território pela mídia patriótica russa. Então os vizinhos irão vigiá-los e ficarão imbuídos da sabedoria da liderança russa!
  2. ODRAP Off-line ODRAP
    ODRAP (Alexey) 15 Dezembro 2020 14: 24
    -3
    Enquanto a Rússia estava "cobrindo as peças", os britânicos agitaram-se antecipadamente e dividiram a torta com os turcos. Houve um relatório de que eles já haviam concordado em participar (dinheiro e equipamento) na construção do corredor de transporte Turquia-Cáspio. E lá está a poucos passos da China ... piscou
    Para quem a guerra, e para quem e buns.
  3. Xazarin Off-line Xazarin
    Xazarin (Xlor) 15 Dezembro 2020 20: 09
    0
    Não está claro por que a Rússia precisa de um protetorado no Cáucaso?
    Novo gasto de orçamento?
    1. Alexndr P Off-line Alexndr P
      Alexndr P (Alexandre) 17 Dezembro 2020 17: 10
      0
      Khazarin, porque se não houver influência russa, então turco / inglês. L - lógica.
      1. Xazarin Off-line Xazarin
        Xazarin (Xlor) 18 Dezembro 2020 19: 09
        0
        E se for turco, então o quê? piscadela piscadela