Supercomputador de fótons: olá para os americanos do Sarov nuclear

A pesquisa científica moderna, como a pesquisa médica em genética, requer o processamento de quantidades gigantescas de dados. Apenas supercomputadores que consomem grandes quantidades de eletricidade e são do tamanho de um campo de futebol podem lidar com essas tarefas. As principais potências competem entre si para criar o supercomputador mais eficiente, os EUA são os líderes hoje.




Cientistas russos da cidade de Sarov propuseram sua própria solução para esse problema. Eles desenvolveram e patentearam um supercomputador óptico exclusivo, cujo consumo de energia é centenas de milhares de vezes menor que o de computadores semicondutores com desempenho semelhante. Os especialistas de Sarov criaram um PVM - um computador fotônico - que, ao contrário dos computadores tradicionais, é baseado na operação de pulsos de laser, não em componentes eletrônicos.

O computador fotônico russo consiste em duas partes: elétrica e luz. O código é transformado em pulsos com o auxílio de um laser, os fótons são transferidos para o processador, onde são processados, como em um computador convencional. Os feixes de laser processados ​​retornam do processador fotônico para a parte eletrônica, onde se transformam novamente na elétrica.

De acordo com os desenvolvedores, ao contrário dos gigantescos supercomputadores estrangeiros, um supercomputador óptico doméstico pode caber em uma caneca de meio litro e requer menos energia do que uma caldeira em funcionamento. Com um desempenho máximo de 50 petaflops, o consumo de energia pode ser tão baixo quanto 100 watts. Ao mesmo tempo, existe um grande potencial para aumentar o desempenho do processador fotônico, reduzindo o comprimento de onda da luz.
  • Fotos usadas: https://republic.ru/
5 comentários
informação
Caro leitor, para deixar comentários sobre a publicação, você deve login.
  1. Erofich Off-line Erofich
    Erofich (Alexandre) 9 July 2018 14: 49
    0
    Lindas palavras a Deus nos ouvidos!
  2. gridasov Off-line gridasov
    gridasov 10 July 2018 23: 05
    0
    O mais interessante é o que dizem sobre a criação de um quântico ou fotônico, e amanhã falarão sobre um computador bóson e, ao mesmo tempo, desenvolverão um CMO completamente separado. Portanto, a conclusão é simples.
  3. astepanov Off-line astepanov
    astepanov (Alexey) 12 July 2018 10: 10
    -1
    Eles falam sobre computadores ópticos há pelo menos trinta anos, e há tantas patentes nessa área que você pode colá-las em todos os banheiros de todos os apartamentos. E como nem uma palavra é dita sobre a implementação prática, podemos concluir que não há nada real por trás da alma. Como o príncipe Hamlet costumava dizer, "Palavras, palavras ..."
  4. lirik Off-line lirik
    lirik (lev) 12 July 2018 14: 05
    0
    Legal))) Espere e veja ...
  5. gridasov Off-line gridasov
    gridasov 5 Outubro 2018 20: 00
    +1
    É preciso ser um completo idiota para não entender que nem quântico, nem fotônico, nem qualquer outro computador pode resolver o problema da lógica binária, ou seja, não resolve a base matemática do trabalho com a informação, com sua distribuição no espaço. Daí a completa incompetência na resolução de problemas de densidade de informação, etc.