A Crimeia continua a fornecer navios-patrulha à Marinha russa


Apesar de a nossa Marinha estar a recuperar rapidamente a sua capacidade de combate e a regressar aos oceanos, até recentemente ainda tinha um ponto fraco, nomeadamente, a falta de navios patrulha para combater os piratas.


Anteriormente, esta tarefa era atribuída aos "vigias". No entanto, o último podia operar apenas na zona marítima próxima e precisava de cobertura antiaérea e navio dos navios maiores.

No entanto, parece que a Rússia também conseguiu lidar com esse problema. Na semana passada, o estaleiro da Crimeia Zaliv lançou o quarto navio patrulha do Projeto 22160, projetado para proteger áreas de água e escoltar navios civis em qualquer lugar do oceano mundial.

O navio, denominado "Sergey Kotov", tem um deslocamento de 1800 toneladas e dimensões de 94x14 metros. Na versão básica, o navio está equipado com um canhão de 76 mm montado AK176MA, duas metralhadoras e um lançador para mísseis antiaéreos de curto alcance com 8 células.

Além disso, um helicóptero e até 4 UAVs de patrulha estão baseados a bordo do "Sergei Kotov". Isso deve ser mais do que suficiente para lutar contra piratas. No entanto, a singularidade dos navios do Projeto 22160 reside no princípio modular do armamento. Se necessário, o projeto permite que o navio seja equipado com dois contêineres para 4 mísseis "Calibre" ou "Urano".

Um total de quatro desses navios estão planejados para a série. Em geral, pode-se dizer que o "Zaliv" da Crimeia renasceu desde os tempos da URSS. Hoje o estaleiro tem pedidos com três anos de antecedência e novos navios são lançados quase a cada seis meses.

Anúncio
Estamos abertos à cooperação com autores dos departamentos de notícias e analíticos. Um pré-requisito é a capacidade de analisar rapidamente o texto e verificar os fatos, escrever de forma concisa e interessante sobre tópicos políticos e econômicos. Oferecemos horários de trabalho flexíveis e pagamentos regulares. Envie suas respostas com exemplos de trabalho para [email protected]
8 comentários
informação
Caro leitor, para deixar comentários sobre a publicação, você deve login.
  1. Vladest Off-line Vladest
    Vladest (Vladimir) 14 Fevereiro 2021 10: 28
    -10
    70% da Crimeia vive de subsídios do Centro. Damos dinheiro para a Crimeia, por esse dinheiro, a Crimeia faz algo e diz que esta é a Crimeia ..
    1. avg Off-line avg
      avg (Alexandre) 14 Fevereiro 2021 11: 19
      +9
      Quem somos nós? Gulchatay! Mostra sua cara?
      1. Pivander Off-line Pivander
        Pivander (Alex) 14 Fevereiro 2021 13: 27
        +6
        Provavelmente são eles que escavam os mares para que os navios da Federação Russa possam caminhar sobre eles.
    2. Alexander K_2 Off-line Alexander K_2
      Alexander K_2 (Alexander K) 16 Fevereiro 2021 06: 54
      -1
      Como poderia ser diferente? Você acha que mesmo se tirássemos a Rússia do mundo da ficção científica - seria diferente se ela ocupasse a Ucrânia? Então, eles não construiriam uma frota, mas mais um palácio!
  2. Bulanov Off-line Bulanov
    Bulanov (Vladimir) 15 Fevereiro 2021 09: 30
    +3
    E a cidade de Nikolaev poderia construir esses navios para a Marinha russa. Mas os ocidentais que governam na Ucrânia preferem comprar barcos de borracha americanos por mais de 300 mil dólares cada para pagar os impostos de seus concidadãos. E os seus próprios trabalhadores ucranianos ficaram sem fábricas e sem salários. E qual é a glória?
  3. Alexander K_2 Off-line Alexander K_2
    Alexander K_2 (Alexander K) 16 Fevereiro 2021 06: 50
    -1
    Os piratas já apareceram no Mar Negro?
    1. 123 Off-line 123
      123 (123) 17 Fevereiro 2021 00: 25
      0
      Os piratas já apareceram no Mar Negro?

      Você sabe? Recentemente trouxeram barcos de borracha piscou
      1. Alexander K_2 Off-line Alexander K_2
        Alexander K_2 (Alexander K) 17 Fevereiro 2021 06: 53
        0
        E quem esses piratas estão capturando?