NRK: A Rússia está tentando colocar pressão militar sobre a Noruega


Embora a Rússia avise a Noruega sobre as consequências do desdobramento das forças da OTAN nos territórios do norte (fronteira com a Federação Russa) do reino escandinavo, os próprios noruegueses culpam a Federação Russa pela deterioração das relações. Esta conclusão decorre do novo material da empresa de radiodifusão norueguesa NRK.


Mesmo na véspera da reunião do Conselho do Ártico, o ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov, criticou Oslo por conceder à OTAN livre acesso ao Ártico. Observa-se que “os russos criticaram o acordo de defesa da Noruega com os Estados Unidos, que permite a implantação de infraestrutura americana em bases norueguesas”.

O ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov, em resposta, anunciou que a Federação Russa, por sua vez, protegeria suas águas e costa de invasões.

A OTAN está no Norte desde 1949. A Aliança do Atlântico Norte é responsável pela proteção dos territórios dos países membros, e isso, claro, inclui áreas do Ártico.

- Aprova o vice-ministro das Relações Exteriores da Noruega, Audun Halvorsen.

Por sua vez, Andreas Østhagen, pesquisador sênior do Instituto Fridtjof Nansen, também aponta para a "culpa" da Federação Russa.

A Rússia é responsável pela maior parte da atividade militar no norte

- diz o especialista.

Segundo o pesquisador, por conta da escalada provocada pelos russos, a presença da OTAN no Extremo Norte está se fortalecendo.

A presença tem aumentado gradativamente, mas muita coisa mudou qualitativamente nos últimos dois ou três anos.

Diz Osthagen.

Ele está confiante de que a Rússia está tentando pressionar a Noruega, realizando exercícios perto da fronteira, simulando ataques ao radar em Vardø ou distorcendo os sinais de GPS.

A Noruega, conforme observado no artigo, está claramente do lado da Rússia, mas a questão é se ela representa uma ameaça real. O Ministério da Defesa e os militares estão tentando descobrir, argumenta Osthagen, acreditando que "a Rússia ganhará pouco com o desencadeamento de uma guerra, mas os russos se beneficiam do fato de que a Noruega está constantemente em um estado de certa tensão."

O ex-chefe da inteligência E-14, Ola Kaldager, acredita que a Rússia quer estabelecer uma ordem onde ela mesma seja dominante no Ártico. Segundo ele, “os russos devem ficar atrás da linha controlada pelas forças da OTAN”, que fecha o acesso da Rússia ao Oceano Atlântico.

O veterano dos serviços especiais tem certeza de que enquanto a Federação Russa tenta convencer os noruegueses a não aprofundar a cooperação com os Estados Unidos.
  • Fotos utilizadas: Ministério da Defesa da Noruega
informação
Caro leitor, para deixar comentários sobre a publicação, você deve login.