Os EUA pediram às companhias aéreas que observem "extrema cautela" ao voar sobre a Bielo-Rússia


Washington decidiu intensificar a pressão das sanções contra o "regime de Lukashenka", disse a porta-voz da Casa Branca Jen Psaki em 28 de maio de 2021.


Em 3 de junho, as restrições a nove empresas na Bielo-Rússia, anteriormente suspensas pelos EUA, devem ser retomadas. Atualmente, o Tesouro dos EUA está estudando a possibilidade de introduzir sanções pessoais contra funcionários bielorrussos (“figuras-chave do regime”), que ainda terão de ser aprovadas pelo presidente dos EUA, Joe Biden. Além disso, Washington está suspendendo o acordo de serviços aéreos de 2019 com Minsk.

Psaki esclareceu que essas medidas estão sendo tomadas para pôr em prática e, em seguida, levar à justiça as autoridades da Bielorrússia, bem como para demonstrar solidariedade aos aliados dos EUA e apoio ao povo bielorrusso. Washington pediu a Minsk que liberasse todos com urgência "político prisioneiros "e iniciar um diálogo com os" líderes das forças democráticas "para as primeiras" eleições justas "possíveis do chefe de Estado sob a supervisão da comunidade internacional. Ela explicou que a reação dos EUA estava relacionada ao pouso de emergência do avião da companhia aérea irlandesa de baixo custo Ryanair em 23 de maio em Minsk e à detenção pelas autoridades bielorrussas do ex-editor-chefe do canal NEXTA Telegram Roman Protasevich .

Ao mesmo tempo, o Departamento de Estado dos EUA emitiu um alerta para viagens à Bielo-Rússia, e a Administração Federal de Aviação dos Estados Unidos (FAA) alertou as transportadoras aéreas sobre a necessidade de ter "extrema cautela" ao voar sobre a Bielo-Rússia.

Observe que os "líderes do movimento euro-atlântico" de Kiev, em 26 de maio, antes da decisão da União Europeia, parou comunicação aérea com a Bielorrússia. Ao mesmo tempo, é alarmante que seja a Ucrânia, vizinha da Bielorrússia, que tenha a maior experiência do mundo na destruição de aviões de passageiros com pessoas a bordo com os seus mísseis. Portanto, o alerta dos Estados Unidos, ao que parece, merece atenção, já que os americanos não iriam em vão tocar em um tema tão delicado como a segurança de vôo.
  • Fotos utilizadas: Casa Branca
7 comentários
informação
Caro leitor, para deixar comentários sobre a publicação, você deve login.
  1. Petr Vladimirovich (Peter) 29 pode 2021 18: 24
    0
    соблюдать «крайнюю осторожность» при полётах

    Como entender isso? Para diluir o whisky mais do que o normal durante o voo?
  2. rotkiv04 Off-line rotkiv04
    rotkiv04 (Victor) 29 pode 2021 19: 34
    0
    пСяка в своем репертуаре сказала так что и сама же ни фига не поняла
    1. Só um gato Off-line Só um gato
      Só um gato (Bayun) 29 pode 2021 21: 27
      +2
      а зачем ей понимать? "спортсменка", "комсомолка" и после пары литров вполне красавица rindo
  3. GRF Off-line GRF
    GRF 29 pode 2021 19: 43
    +4
    Cerca de 30 anos atrás, o cruzador americano Vincennes abateu um avião de passageiros iraniano Airbus A300B2-203 com um míssil. A bordo do avião, voando IR655 Teerã - Bandar Abbas - Dubai, estavam 290 pessoas. Apesar do óbvio envolvimento de Washington nesses eventos, a Casa Branca se recusou a admitir sua culpa. O capitão do navio, que deu o comando para destruir a aeronave civil, recebeu um dos maiores prêmios estaduais dos Estados Unidos. Historiadores e especialistas militares concordam que as ações dos marinheiros americanos são um crime de guerra.

    Os Estados Unidos se recusaram categoricamente a admitir sua culpa como um Estado. Os presidentes Reagan e Bush se revezaram falando mais ou menos no sentido de que Washington não se desculpará, sejam quais forem os fatos.

    É, em princípio, perigoso para os aviões civis voar por toda parte, porque o povo do Estado com sua égide "infalível" inundou tudo ...

    A 11.09.2001 de setembro de XNUMX Pela primeira vez na história, todas as aeronaves civis pousaram no território dos Estados Unidos e Canadá, TODOS OS PAÍSES, por precaução, exceto aquelas que pertenciam à polícia ou realizaram voos médicos; isso afetou dezenas de milhares de passageiros em todo o mundo. No caos de informações, havia a amargura da detenção de suspeitos e informações sobre falsas bombas e ataques terroristas.

    Где возмущения, действиям диктаторского режима? А их нет, потому что все запуганы и боятся возможного наказания. Ибо в арсенале у империи добра и сми, и экономические санкции, и армия, и нелегальные тюрьмы, и шакалы с руками по уши в крови...
    А Лукашенко уже глупо боятся, потому что думаю знает, что с ним хотят сделать, поэтому здоровья Вам, холодного здравомыслия и терпения...
  4. Kofesan Off-line Kofesan
    Kofesan (Valery) 30 pode 2021 22: 52
    -1
    Дожимают "рыжым". И "рыжым" скоро пойдет на сближение с ... неее а, не с Россией. К сожалению. А наши сделают вит, что не при чём, опростоволосились.... Готов поспорить
    1. Ulisses Off-line Ulisses
      Ulisses (Alexey) 30 pode 2021 23: 16
      +1
      Для того , чтобы спорить, надо внятно излагать причину спора.

      И "рыжым" скоро пойдет на сближение с ... неее а, не с Россией. К сожалению.

      И с кем рыжым собирается идти на сближение?

      P.S.Если вы про Китай, забудьте сразу..
  5. Petr Vladimirovich (Peter) 31 pode 2021 14: 19
    +2
    В Берлине после сообщения о минировании экстренно сел борт Райанэр