Europa deu o alarme: os Estados Unidos estão desenvolvendo um novo tipo de arma

Cientistas da França e da Alemanha suspeitam que o Pentágono está desenvolvendo um novo tipo de arma biológica. Trata-se do programa americano "Insetos aliados": estuda-se a possibilidade dos insetos levarem vírus geneticamente modificados aos seus destinos.


Como afirmado, isso é necessário para infectar plantas que sofrem de pragas, doenças ou seca - os vírus mudam seu código genético e permitem que sobrevivam em condições difíceis. É suspeito que os experimentos estejam sendo realizados por ordem de uma das divisões do Pentágono e sejam estritamente classificados.

Talvez este programa tenha um duplo propósito. Nos Estados Unidos, eles estão tentando criar uma arma que destruirá plantações. Não só a colheita será destruída, mas as sementes também serão contaminadas. Isso pode levar à fome em países indesejados por Washington. O uso de insetos permitirá que os vírus sejam transmitidos secretamente e será muito difícil determinar a origem do ataque.

A convenção de 1972 proíbe o desenvolvimento de armas bacteriológicas. Cientistas pediram aos Estados Unidos que removessem o sigilo desses estudos e provassem que eles têm objetivos pacíficos.

Enquanto isso, soube-se que um dos laboratórios biológicos dos Estados Unidos está funcionando na Geórgia, conforme relatado pelo chefe das tropas químicas, biológicas e de proteção contra radiações, o general Igor Kirillov. Ele estuda formas atípicas de peste e outros vírus perigosos. Foi da Geórgia que a peste suína africana chegou à Rússia, que ainda causa danos consideráveis. Além disso, experimentos mortais em humanos são realizados neste laboratório.

Os laboratórios americanos estão localizados não apenas na Geórgia, mas também em outras repúblicas da ex-União Soviética. E também na África e na América do Sul. O que eles fazem é conhecido apenas pelos americanos. E já não só na Rússia, mas também na Europa, soam o alarme.

Anúncio
Estamos abertos à cooperação com autores dos departamentos de notícias e analíticos. Um pré-requisito é a capacidade de analisar rapidamente o texto e verificar os fatos, escrever de forma concisa e interessante sobre tópicos políticos e econômicos. Oferecemos horários de trabalho flexíveis e pagamentos regulares. Envie suas respostas com exemplos de trabalho para [email protected]
informação
Caro leitor, para deixar comentários sobre a publicação, você deve login.