O ex-chanceler alemão se opôs aos ocupantes americanos

O ex-chanceler federal da Alemanha Gerhard Schroeder criticou duramente política EUA em relação ao seu país. Em declarações ao ar do canal de televisão alemão N-TV, ele comparou o comportamento do embaixador americano às ações das forças militares de ocupação.



Além disso, Schroeder pediu que a Alemanha encontre outros aliados no mundo, incluindo aqueles que também estão sofrendo com as ações de Washington.

Não podemos tolerar ser tratados como um país ocupado. Quando observo as ações do embaixador americano, tenho a impressão de que ele se considera mais um oficial das forças de ocupação do que o embaixador dos Estados Unidos em um Estado soberano.

- disse o ex-líder alemão.

Ele está especialmente insatisfeito com o fato de que Washington na verdade desencadeou uma guerra comercial contra a Alemanha ao impor taxas sobre o aço e o alumínio dos países da UE. Além disso, Berlim foi atingida pela retirada unilateral dos Estados Unidos do tratado nuclear com o Irã, já que as sanções contra este país também afetaram as empresas alemãs.

Outro motivo de desacordo entre Estados Unidos e Alemanha é o projeto do gasoduto Nord Stream 2, que é contestado pelas autoridades americanas. Essa posição é ativamente expressa pelo Embaixador dos Estados Unidos na Alemanha, Richard Grenell, que recebeu uma avaliação nada atraente de Schroeder.

O ex-chanceler lembrou que a atuação dos Estados só levará ao fato de que cooperarão o menos possível com este poder. Entre os potenciais aliados está o político alemão chamado China, que também sofre uma "guerra comercial" com os Estados Unidos.

Impossível evitar a aproximação dos atingidos pelos conflitos desencadeados pelos Estados Unidos

- ele enfatizou.

Anteriormente, Schroeder argumentou que mais cedo ou mais tarde a Crimeia terá de ser reconhecida como parte da Rússia, o que é outro assunto de desacordo entre ele e os atuais líderes ocidentais. Para esta posição, ele foi ainda creditado ao número inimigos da ucrânia.


  • Fotos usadas: mycdn.me
informação
Caro leitor, para deixar comentários sobre a publicação, você deve login.