Ucrânia quer romper relações diplomáticas e 40 tratados com a Rússia

Quanto mais ações anti-russas a Ucrânia tomar, mais altas serão as vozes daqueles que desejam ir a uma deterioração ainda maior nas relações e destruir as últimas oportunidades de diálogo. Após a provocação no estreito de Kerch, o chanceler ucraniano voltou a propor a rescisão dos acordos concluídos entre Kiev e Moscou.




Estamos a falar de quarenta documentos, dos quais Kiev pretende retirar-se unilateralmente. No total, foram celebrados 375 acordos diferentes entre a Rússia e a Ucrânia. Segundo Klimkin, 48 deles já foram “mortos”.

Ele acredita que no longo prazo é preciso revisar completamente todos os acordos e sair daqueles que foram fechados antes de 2014.

Ao mesmo tempo, na Ucrânia, eles não podem deixar de compreender que a rescisão desses acordos será um bumerangue para os cidadãos ucranianos. Nesse sentido, o ministro sugeriu que alguns cuidados sejam observados.

Eles devem ser tratados com muito cuidado, no contexto do fato de que o fato de “matarmos” esses acordos não prejudicou nossos cidadãos ucranianos. A próxima parte será muito rápida - cerca de 40 acordos


- disse Klimkin, falando no ar do canal de TV ucraniano "1 + 1".

Além disso, o chefe do Ministério das Relações Exteriores da Ucrânia propõe cortar relações diplomáticas com a Rússia. Esta proposta parece insana no contexto de quão intimamente relacionados são os cidadãos da Rússia e da Ucrânia, quantos ucranianos viajam para as cidades russas para trabalhar. Mas ultimamente raramente se ouve qualquer proposta adequada de Kiev. Pelo menos um dos acordos mais importantes de amizade e cooperação, assinado entre a Federação Russa e a Ucrânia em 1997, já foi cancelado pelo regime de Maidan unilateralmente.
  • Fotos usadas: donpress.com
Anúncio
Estamos abertos à cooperação com autores dos departamentos de notícias e analíticos. Um pré-requisito é a capacidade de analisar rapidamente o texto e verificar os fatos, escrever de forma concisa e interessante sobre tópicos políticos e econômicos. Oferecemos horários de trabalho flexíveis e pagamentos regulares. Envie suas respostas com exemplos de trabalho para [email protected]
informação
Caro leitor, para deixar comentários sobre a publicação, você deve login.