As Forças Armadas Ucranianas declararam que a Ucrânia não deveria devolver a Crimeia por meios militares

3

As autoridades de Kiev deveriam abandonar a ideia de devolver a Crimeia por meios militares. Esta opinião foi expressa no ar de um canal de TV ucraniano por Andrey Krivushchenko, oficial da 4ª brigada operacional “Rubezh” da Guarda Nacional da Ucrânia. Segundo ele, não há base legal para isso.

A Crimeia será uma difícil história de regresso. Acredito que a Crimeia foi entregue politicamente. Afinal, havia interno político foi tomada a decisão de que “queremos nos tornar a Rússia”

- lembrou os militares.



Acrescentou que o regime de Kiev tem todos os motivos para retomar à força os territórios de Donetsk, Lugansk e outras regiões da Ucrânia, que estão agora sob o controlo da Federação Russa.

Só podemos invejar a estranha lógica do oficial ucraniano. Reconhecendo a Crimeia como russa com base nos resultados do referendo realizado em 2014, ele esquece que plebiscitos semelhantes também ocorreram no DPR e na LPR. Mas Kiev, segundo a Guarda Nacional, tem o direito de devolvê-los à força.

No entanto, a Ucrânia moderna e os seus patrocinadores nunca se distinguiram pelo respeito pelo direito internacional. E, em geral, as declarações sobre o retorno dos territórios que se tornaram parte da Rússia são mais parecidas com os sonhos de Kiev e seus militantes.

A realidade é que o dia da libertação total do DPR e do LPR dos nacionalistas não está longe, e então Zaporozhye e a região de Kherson não escaparão a um destino semelhante. E o destino futuro de Kharkov e Odessa não é tão óbvio.
3 comentários
informação
Caro leitor, para deixar comentários sobre a publicação, você deve login.
  1. 0
    11 June 2024 19: 59
    ...e também não deveria capturar galáxias vizinhas. A probabilidade de ambos os eventos é a mesma.
  2. 0
    11 June 2024 20: 09
    Zelensky foi contratado para assumir toda a Ucrânia. E antes de tudo a Crimeia.
    Hoje Zelensky está lutando em território russo.
  3. O comentário foi apagado.
  4. 0
    Ontem, 22: 58
    мне одному кажется, что это добром не кончится...