Washington perto de negociar com o Talibã para retirar tropas do Afeganistão

Nós recentemente relatado sobre as negociações entre os Estados Unidos e o Talibã (proibido na Rússia) nos Emirados Árabes Unidos (Emirados Árabes Unidos). E agora, mais uma rodada de negociações, desta vez em Doha, capital do estado vizinho do Catar. A delegação americana, como antes, é chefiada pelo enviado especial do Departamento de Estado para o Afeganistão, Zalmay Khalilzad.




A esse respeito, o jornal americano The New York Times, referindo-se a suas fontes, informou que Washington e o Taleban já estão próximos de um acordo sobre a retirada das tropas americanas do Afeganistão. Fica especificado que os Estados Unidos desejam receber garantias do Taleban de que não acolherão vários grupos terroristas, como a Al-Qaeda (banida na Rússia) no território sob seu controle.

Deve ser esclarecido que o movimento talibã é inimigo da organização terrorista ISIS (proibida na Rússia). Os americanos até invadiram a prisão do Taleban recentemente para retirar daí os prisioneiros do ISIS que poderiam comprometer Washington.

As partes ainda precisam discutir o tamanho e o momento da retirada das forças armadas dos EUA, o que indica que Washington claramente não vai retirar todas as suas tropas do Afeganistão. Deve-se acrescentar que os americanos estão neste país desde 2001. Foi assim que as Torres Gêmeas foram "abandonadas" em Nova York, de modo que os americanos imediatamente se materializaram no Afeganistão. Esta é geralmente a operação militar mais longa da história do reduto da "democracia" mundial.

Atualmente, de acordo com números oficiais, o contingente dos EUA no Afeganistão é de 14 soldados. Ao mesmo tempo, a CNN, citando sua fonte na Casa Branca, informou que o referido contingente militar americano seria reduzido em apenas 50%, ou seja, até 7 mil militares.
  • Fotos usadas: http://mil.wms.kg/
Anúncio
Estamos abertos à cooperação com autores dos departamentos de notícias e analíticos. Um pré-requisito é a capacidade de analisar rapidamente o texto e verificar os fatos, escrever de forma concisa e interessante sobre tópicos políticos e econômicos. Oferecemos horários de trabalho flexíveis e pagamentos regulares. Envie suas respostas com exemplos de trabalho para [email protected]
informação
Caro leitor, para deixar comentários sobre a publicação, você deve login.