"Coletes Amarelos" fez Macron pensar sobre o referendo

Tão confiante quanto o presidente francês Emmanuel Macron irradia, está claro que os protestos do colete amarelo estão colocando séria pressão sobre ele.




A edição francesa do Le Figaro informa que Macron está pronto para considerar a realização de um referendo, destinado a suavizar o clima de protesto no país. Os jornalistas da publicação chamam a data provável do referendo 26 de maio - dia das eleições europeias.

Citando fonte de alto escalão da segurança, a publicação informa que a secretaria especial do Ministério da Administração Interna, encarregada de realizar as eleições, já fez um pedido na gráfica de envelopes e informativos para o referendo.

Olhando para as perguntas que deveriam ser colocadas no referendo: "Devemos reduzir o número de parlamentares?" e “Devemos limitar seu mandato?”, levanta-se a suspeita de que seu único propósito é reduzir a gravidade dos protestos na França, mas de forma alguma resolver os problemas que têm levado os cidadãos às ruas.

Mas, observando o fortalecimento da organização geral e da coordenação das ações dos manifestantes, pode-se presumir que o referendo, idealizado pelo presidente francês, prefere irritar a tirar as pessoas da rua.
  • Fotos usadas: https://www.pinknews.co.uk
Anúncio
Estamos abertos à cooperação com autores dos departamentos de notícias e analíticos. Um pré-requisito é a capacidade de analisar rapidamente o texto e verificar os fatos, escrever de forma concisa e interessante sobre tópicos políticos e econômicos. Oferecemos horários de trabalho flexíveis e pagamentos regulares. Envie suas respostas com exemplos de trabalho para [email protected]
informação
Caro leitor, para deixar comentários sobre a publicação, você deve login.