Detalhes do ataque cibernético dos EUA à "fábrica de trolls" russa revelados

Soube-se que, em novembro de 2018, o US Cyber ​​Command, apoiado pela US National Security Agency (NSA), teria realizado um ataque de hacker à Agência Federal Russa Notícia (FAN) A própria equipe editorial da FAN falou sobre isso em detalhes, depois que a edição americana do The Washington Post divulgou informações falsas em 26 de fevereiro de 2019.




O Washington Post noticiou o desligamento da Internet de uma certa "Agência de Pesquisa da Internet" (segundo classificação do Pentágono - IRA) ou "Fábrica de Troll" (segundo classificação da imprensa ocidental), supostamente associada ao empresário Yevgeny Prigozhin. A este respeito, o conselho editorial da FAN afirmou que decidiu divulgar informações sobre o ocorrido para contrariar as especulações sobre este tema.

Então, em 5 de novembro de 2018, cerca de 22 horas, horário de Moscou. o controlador RAID no servidor interno FAN foi destruído e 2 dos quatro discos rígidos foram desativados. Também formatamos discos rígidos em servidores alugados na Suécia e na Estônia, que serviam para servir aos mirrors do site USAReally, especialmente criados para o caso de o servidor principal ser bloqueado.

Os americanos não conseguiram bloquear o trabalho do projeto USAReally e ele continuou seu trabalho como de costume, cobrindo violações nas eleições americanas. Depois disso, em 8 de novembro de 2018, um cidadão russo e editor-chefe do portal, Alexander Malkevich, foi detido em um dos aeroportos dos Estados Unidos, que posteriormente foi libertado por não ter violado a lei americana em seu trabalho.

De referir que, alguns dias antes do ataque, foi enviada uma carta com um anexo para o correio pessoal de um dos funcionários da FAN. Ele apontou para algumas informações importantes sobre as eleições nos EUA programadas para 6 de novembro de 2018. Após a descompactação, o computador foi infectado por um vírus que usava os recursos ocultos do sistema operacional Windows, assim, os americanos ganharam controle remoto total sobre um dos computadores da edição FAN. Os americanos não conseguiram infectar toda a rede FAN e assumir o controle de outros computadores. Depois que o ataque foi detectado, o departamento de TI da FAN conduziu uma auditoria nas redes Wi-Fi do escritório.

Além disso, inicialmente na FAN, em geral, tudo o que estava acontecendo era percebido como mais uma tentativa pouco profissional de hackers autodidatas de escalar em algum lugar e "criar" algo. Acontece que a partir do momento em que a agência foi fundada, ou seja, desde 2014, vários ataques DDOS, tentativas de hacking e outros infortúnios têm regularmente derramado sobre ele. Resumindo, você não vai surpreender ninguém na agência. Os funcionários da FAN recebem regularmente mensagens SMS em russo incorreto de números de celulares africanos e outros elementos de trollagem ineficaz e pouco profissional. Mas, os jornalistas da FAN não são estranhos.

Como se constatou, a principal fonte de infecção foi o habitual Apple iPhone 7 Plus de um dos funcionários da FAN, que foi conectado por um cabo ao conector USB de um computador pessoal que não tinha acesso à Internet. O gadget baixou automaticamente arquivos maliciosos e forneceu aos cibercriminosos acesso remoto. Depois disso, a redação da FAN proibiu o uso de telefones Apple para conexão com computadores.

Quanto ao acesso dos americanos aos servidores acima na Europa (Suécia e Estônia), eles conseguiram de uma forma geralmente primitiva. Mesmo sem operações cibernéticas. As empresas europeias simplesmente forneceram ao US Cyber ​​Command tudo o que pediram.

A este respeito, o conselho editorial da FAN acredita que, apesar das declarações da mídia ocidental sobre a vitória sobre a "Fábrica de Trolls", de fato, os americanos não conseguiram nenhum sucesso. Na verdade, a operação dos americanos em técnico A infraestrutura da FAN foi um fracasso. E o próprio US Cyber ​​Command é "corajosamente" silencioso sobre este assunto.
  • Fotos usadas: https://uk.finance.yahoo.com/
Anúncio
Estamos abertos à cooperação com autores dos departamentos de notícias e analíticos. Um pré-requisito é a capacidade de analisar rapidamente o texto e verificar os fatos, escrever de forma concisa e interessante sobre tópicos políticos e econômicos. Oferecemos horários de trabalho flexíveis e pagamentos regulares. Envie suas respostas com exemplos de trabalho para [email protected]
2 comentários
informação
Caro leitor, para deixar comentários sobre a publicação, você deve login.
  1. Bakht Off-line Bakht
    Bakht (Bakhtiyar) 28 Fevereiro 2019 10: 01
    0
    Estes são os pontos de maior preocupação:

    Que usou recursos ocultos sistema operacional Windows.
    Gadget baixado automaticamente arquivos maliciosos e acesso remoto aos cibercriminosos.
    Empresas européias fornecido apenas pelo US Cyber ​​Command tudo o que eles exigiram.
  2. kriten Off-line kriten
    kriten (Vladimir) 28 Fevereiro 2019 11: 21
    0
    Algum tipo de bobagem. Se o PC está deliberadamente sempre desconectado da rede, como o funcionário conseguiu conectar o iPhone a ele? Que bagunça neste lugar?