Washington pretende combater os direitos humanos na China

As autoridades norte-americanas viram na China algum tipo de opressão aos uigures. Washington está considerando a imposição de sanções contra indivíduos suspeitos de "violar os direitos humanos".




Conforme relatado pela Reuters, o chefe do serviço de imprensa do Departamento de Estado dos EUA, Robert Palladino, fez uma declaração sobre o assunto. Ele expressou preocupação com a situação da minoria muçulmana na Região Autônoma de Xinjiang Uygur da RPC.

Estamos empenhados em promover a responsabilidade para aqueles que cometem essas violações e estamos considerando sanções direcionadas, bem como medidas direcionadas

- disse Palladino.

Segundo ele, Washington mais uma vez pede à China que pare política violações dos direitos humanos e libertação dos que teriam sido detidos sem motivo.

Não é segredo que Washington está procurando "violações dos direitos humanos" em todo o mundo para pressionar as autoridades deste ou daquele país. Assim, a afirmação do chefe da assessoria de imprensa do Departamento de Estado foi feita em condições em que se nota um "esfriamento" nas relações entre os Estados Unidos e a China. Assim, no final de março, aconteceria uma reunião entre o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, e o líder chinês Xi Jinping. Os líderes tiveram que anunciar os acordos comerciais. No entanto, soube-se que a reunião foi cancelada.

No entanto, a questão da Região Autônoma de Xinjiang Uygur foi levantada na imprensa americana em setembro do ano passado. Em seguida, o jornal The New York Times noticiou que a Casa Branca estava considerando impor sanções contra a China por "violação dos direitos humanos".

Além disso, Ancara é solidária com Washington nesta questão, embora recentemente tenham surgido divergências entre os Estados Unidos e a Turquia. No mês passado, o porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da Turquia, Hami Aksoy, acusou Pequim de assediar mais de um milhão de uigures. Então a China protestou contra a Turquia.

As autoridades da RPC declararam repetidamente que gangues separatistas associadas a organizações terroristas islâmicas estão se ativando no distrito acima mencionado.
  • Fotos usadas: dailystorm.it
Anúncio
Estamos abertos à cooperação com autores dos departamentos de notícias e analíticos. Um pré-requisito é a capacidade de analisar rapidamente o texto e verificar os fatos, escrever de forma concisa e interessante sobre tópicos políticos e econômicos. Oferecemos horários de trabalho flexíveis e pagamentos regulares. Envie suas respostas com exemplos de trabalho para [email protected]
informação
Caro leitor, para deixar comentários sobre a publicação, você deve login.