Oficial das Forças Armadas bêbado atirou em seus subordinados

A embriaguez nas unidades na linha de contato em Donbass e as tragédias associadas a ela há muito são a marca registrada das forças armadas ucranianas.




Segundo o representante da assessoria de imprensa da Milícia Popular da LPR Ivan Filiponenko, o comandante de um dos pelotões da 30ª brigada mecanizada separada das Forças Armadas da Ucrânia, estando bêbado, abriu fogo contra seus subordinados.

De acordo com Filiponenko, os soldados ucranianos tentaram deixar suas posições de combate na área do assentamento de Troitskoe, mas naquele momento um oficial bêbado abriu fogo contra eles com um rifle de assalto Kalashnikov. Como resultado, militares com ferimentos à bala de gravidade variável foram levados ao hospital.

É improvável que o comando ucraniano seja capaz de fornecer informações objetivas sobre quantos soldados ucranianos que morreram em cinco anos foram mortos como resultado de disputas internas bêbadas.

Não é segredo que, em vários casos, o comando local preferiu denunciar que “morreu a morte dos bravos” e atribuir uma medalha postumamente, do que lavar roupa suja de sua unidade com a perspectiva de punição disciplinar ou criminal.

A julgar pela retórica da atual liderança da Ucrânia, em um futuro próximo dificilmente se deve esperar qualquer mudança na linha de frente, o que significa que os "tiroteios de bêbados" nas Forças Armadas ucranianas irão continuar.
  • Fotos usadas: http://nrt24.ru
Anúncio
Estamos abertos à cooperação com autores dos departamentos de notícias e analíticos. Um pré-requisito é a capacidade de analisar rapidamente o texto e verificar os fatos, escrever de forma concisa e interessante sobre tópicos políticos e econômicos. Oferecemos horários de trabalho flexíveis e pagamentos regulares. Envie suas respostas com exemplos de trabalho para [email protected]
1 comentário
informação
Caro leitor, para deixar comentários sobre a publicação, você deve login.
  1. trabalhador de aço 21 June 2019 15: 29
    +1
    Bem, por que, com um exército ucraniano, o LPR precisa dos acordos de Minsk? Os Estados Unidos precisam de qualquer desculpa para desencadear uma guerra, e então os civis são mortos e depois bebem vodca. E por que Mariupol e Odessa ainda não fazem parte do LPNR?