Um dispositivo que cura feridas com plasma frio foi criado na Rússia

Pesquisadores russos da Universidade. ELES. Sechenov e MSTU eles. Bauman conseguiu criar um dispositivo que permite curar feridas e úlceras rapidamente usando plasma frio. Esta informação foi publicada no dia anterior nas páginas do European Journal of Pharmaceutical Sciences.


Um dispositivo que cura feridas com plasma frio foi criado na Rússia


Deve-se notar que o novo dispositivo foi desenvolvido com base em um dispositivo denominado "Plazon", que foi ouvido pela primeira vez no final do século passado. A principal característica do dispositivo era que, para a cicatrização eficaz de feridas, era proposto o uso de plasma frio, em particular, um de seus radicais ativos - o monóxido de nitrogênio (NO). Porém, naquela época, o aparelho tinha um sério inconveniente - a temperatura total da substância chegava a 40-60 graus.

Especialistas nacionais conseguiram criar um dispositivo que não só gera o tipo de plasma acima mencionado, mas também o resfria a uma temperatura "segura". Assim, a versão atualizada do "Plazona" reduzirá o risco de complicações pós-operatórias, ao mesmo tempo que elimina a possibilidade de danos térmicos aos tecidos e órgãos internos. No momento, sabe-se que o dispositivo passou com sucesso os primeiros testes de laboratório em ratos.
  • Foto usada: http://www.endosurgical.ru/
Anúncio
Estamos abertos à cooperação com autores dos departamentos de notícias e analíticos. Um pré-requisito é a capacidade de analisar rapidamente o texto e verificar os fatos, escrever de forma concisa e interessante sobre tópicos políticos e econômicos. Oferecemos horários de trabalho flexíveis e pagamentos regulares. Envie suas respostas com exemplos de trabalho para [email protected]
1 comentário
informação
Caro leitor, para deixar comentários sobre a publicação, você deve login.
  1. trabalhador de aço 25 June 2019 15: 51
    +1
    Ainda assim, é bom quando temos sucesso e somos os primeiros.